O operador BitMEX contrata o diretor de conformidade em meio a acusações criminais nos EUA

A contratação vem depois que os fundadores da BitMEX foram acusados de não impedir a lavagem de dinheiro e de operar ilegalmente uma plataforma de comércio não registrada nos Estados Unidos.

O operador da bolsa de derivativos criptográficos BitMEX, 100x Group, contratou um experiente especialista em Anti-Lavagem de Dinheiro (AML), Malcolm Wright, como seu principal responsável pela conformidade.

Em um anúncio em 12 de outubro, o 100x enfatizou o perfil de Wright como o atual presidente do Conselho Consultivo e do Grupo de Trabalho AML na Global Digital Finance, e como palestrante cobrindo tópicos-chave que incluem as Recomendações da Força-Tarefa de Ação Financeira para Provedores de Serviços de Ativos Virtuais.

Na semana passada, o Grupo 100X havia remodelado sua liderança superior, retirando os co-fundadores da Bitcoin Up un BitMEX Arthur Hayes, Samuel Reed e Ben Delo das funções executivas. Hayes, Reed e Delo foram todos acusados em uma ação civil de aplicação da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities dos Estados Unidos por operar uma plataforma de negociação não registrada nos EUA e violar os regulamentos da AML.

O Departamento de Justiça, em paralelo, apresentou acusações criminais contra os co-fundadores, bem como contra seu colega, Geoff Dwyer, que posteriormente tirou uma licença de seu papel de chefe de desenvolvimento de negócios.

Sem referência explícita às recentes acusações, o 100x Group disse oficialmente que „a nomeação de Malcolm é um marco notável para nós à medida que avançamos para a conclusão de nosso Programa de Verificação de Usuários e melhoramos ainda mais nossa função de conformidade“.

O perfil LinkedIn de Wright indica que ele passou quase dois anos e meio na Global Finance, em paralelo às suas funções como membro do conselho consultivo do Passaporte Comercial KYC com sede em Londres e como membro associado do Royal United Services Institute, que contribui para os debates políticos sobre crimes financeiros. Ele também é o fundador da consultoria de Conformidade de Crimes Financeiros e um ex-Chefe de Conformidade da Diginex e EQUOS.

O Grupo 100x enfrenta um grande desafio para reabilitar a imagem do intercâmbio. Comentadores alegam que as acusações contra a equipe BitMEX lançaram sua sombra sobre a indústria mais ampla e poderiam desencadear uma reação regulatória contra o espaço criptográfico.

Related Post

La volatilità di Crypto spaventa i potenziali utenti, dice il CEO di MasterCard

Ajay Banga, CEO di Mastercard, afferma che la volatilità di Bitcoin sta spaventando i potenziali utenti. Banga non crede che la crittovaluta giocherà un ruolo importante nell’aiutare gli utenti non

Ethereum 2.0 takes another step to launch by implementing deposit contracts

The first day of December should be the launch date for the expected Ethereum update. The launch of the Ethereum 2.0 Phase 0 has been formalised for the 1st of

KP3R, Andre Cronje’s new token, gains 2000% in a few hours

Yearn Finance founder Andre Cronje’s latest token offering has increased dramatically within hours of launch A token recently launched by Andre Cronje, the founder of Yearn Finance, has skyrocketed just